Em seus onze anos de atuação, o ArteSol consolidou sua tecnologia social entendendo o artesão como protagonista do desenvolvimento local. No entanto, a experiência acumulada no âmbito dos trabalhos em campo mostrou que a principal dificuldade enfrentada pela maioria das associações de artesãos é a comercialização de seus produtos.

Dentro deste contexto e diante da preocupação com a sustentabilidade das associações, o projeto “Empreendedorismo e Comércio Justo na atividade artesanal no Brasil” foi iniciado em 2009, diante de uma parceria entre ArteSol e BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento, com o objetivo de aumentar o protagonismo das associações e cooperativas de artesãos na rede do comércio justo e do seu empreendedorismo na busca de novos mercados.

O projeto conta com ações em 16 associações e cooperativas de artesãos vinculadas com o ArteSol localizadas em 9 estados (Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe) .

Para alcançar os resultados esperados, o projeto prevê: realização de visitas-convite às associações participantes; o desenvolvimento de material didático para oficinas de comércio justo; aplicação de oficinas preparatórias para um fórum internacional de artesãos pelo comércio justo e a realização do fórum de artesãos pelo comércio justo.

Além das ações formativas, o projeto pretende ampliar os canais de comercialização dos produtos de artesanato provenientes das associações por meio da criação de uma plataforma comercial comum e da prospecção e sistematização dos canais de comercialização. Ao final, pretende-se obter uma tecnologia social inovadora e de fácil replicação que permita a outros grupos de artesãos do Brasil aprimorar seu processo de comercialização e garantir sua sustentabilidade de forma articulada e fortalecida.

Como Apoiar?

×