Pontão de Cultura Núcleo de Cultura e educação dos Povos do Mar – Centro Cultural São Sebastião Tem Alma

Artesanato em caxeta
São Sebastião/SP

O Pontão de Cultura Núcleo de Cultura e educação dos Povos do Mar – Centro Cultural São Sebastião Tem Alma está localizado na cidade de São Sebastião, Estado de São Paulo. O Pontão envolve diretamente cinco pessoas e seus objetivos são preservar e divulgar a cultura caiçara tradicional entre os cidadãos. Para atingir esses objetivos vem realizando, desde 2004, oficinas de pesca artesanal, artesanato em caxeta e atividades de valorização da cultura tupi-guarani. Desde o início de 2009, tornou-se um Pontão de Cultura.

O público alvo do Pontão Núcleo de Cultura e educação dos Povos do Mar/Centro Cultural São Sebastião Tem Alma são crianças e adolescentes do ensino público fundamental.

Para mais informações sobre esse Pontão, acesse o site.

Ponto de Cultura Patrimônio Imaterial e Geração de renda em Paraty

Artesanato variado
Paraty/RJ

O Ponto de Cultura Patrimônio Imaterial e Geração de renda em Paraty foi criado em 2005 e atualmente conta com cerca de cem integrantes. Seus objetivos são proporcionar a cooperação e o convívio social entre crianças e adolescentes do município por meio de atividades artísticas e culturais. Para atingir esses objetivos o Ponto de Cultura realiza oficinas de artesanato, exposições, feiras, produção de vídeos, livros e fotos.

Para mais informações sobre esse Ponto, acesse o site.

Ponto de Cultura De Barro e Trança

Cerâmica, trançados e cestaria
Apiaí/SP

O Ponto de Cultura De Barro e Trança foi criado em 2007. Localizado na cidade de Apiaí, Estado de São Paulo, o Ponto envolve diretamente 12 pessoas. O Ponto de Cultura De Barro e Trança realiza oficinas itinerantes de cerâmica e trançado com o objetivo de promover e revitalizar o artesanato de tradição de Apiaí.

O público alvo são jovens e adultos que não conhecem a técnica artesanal. Mestres artesãos são estimulados a repassar seu saber, contribuindo para a continuidade do artesanato da região.

Para mais informações sobre esse Ponto, acesse o site.

Ponto de Cultura Caiçara da Barra do Ribeira

Artesanato variado
Iguape/SP

O Ponto de Cultura Caiçara da Barra do Ribeira está localizado na cidade de Iguape, Estado de São Paulo. Funcionando na sede da Associação dos Jovens da Juréia, o Ponto de Cultura Caiçara da Barra do Ribeira envolve diretamente 15 pessoas e seus objetivos são: revitalizar a cultura caiçara de Juréia, especialmente por meio da música de Fandango, e contribuir para a melhoria da qualidade de vida da comunidade caiçara.

Para atingir esses objetivos são realizadas, desde 1993, oficinas de condução e confecção de rabeca e viola branca, apresentações de Fandango, discussões sobre desenvolvimento sustentável, além de oficinas de artesanato para geração de renda.

Ponto de Cultura Loja de Artesanato do Museu Nacional do Mar

Artesanato variado
São Francisco do Sul/SC

Desde 2005, a loja do Museu Nacional do Mar, localizado na cidade de São Francisco do Sul, Estado de Santa Catarina, é também um Ponto de Cultura. Como Ponto, seus objetivos são revitalizar e divulgar o artesanato de referência cultural naval brasileiro. O Ponto de Cultura Loja de Artesanato do Museu Nacional do Mar envolve diretamente cerca de 200 pessoas.

As principais atividades do Ponto de Cultura são: realização de sarau lítero musical e lançamentos de livros. Para mais informações sobre esse Ponto, acesse o site.

Ponto de Cultura Projeto Cultural Bankoma / Associação São Jorge Filho da Goméia

Tecelagem e artesanato variado
Lauro de Freitas/BA

A Associação São Jorge Filho da Goméia foi criada em 1995 com o objetivo de promover atividades culturais que contribuam para a preservação do legado afro-brasileiro, além da produção de artesanato. Desde 2005, a Associação São Jorge Filho da Goméia também é ponto de cultura, batizado de Projeto Cultural Bankoma.

O Ponto envolve diretamente cerca de 20 pessoas e seus objetivos são: promover a troca de experiências culturais e capacitar os jovens para a prática de ações auto-sustentáveis. Para atingir esses objetivos, são realizadas oficinas de capacitação para produção de artesanato e atividades sócio-culturais, como eventos de dança, música, capoeira entre outros.

Ponto de Cultura Pilar do Sul

Cerâmica e artesanato variado
Pilar do Sul/SP

O Ponto de Cultura Pilar do Sul, criado em 2005, envolve diretamente cerca de dez pessoas e seus objetivos são: desenvolver um banco de memória da cultura do município de Pilar do Sul, realizar encontros anuais de cultura popular e promover a inclusão cultural e social.

Para atingir esses objetivos o Ponto de Cultura Pilar do Sul realiza oficinas de artesanato, culinária e medicina popular, construção artesanal de instrumentos musicais, musicalização infantil, literatura oral e cursos de violão e viola caipira, entre outras atividades relacionadas.

Para mais informações sobre esse Ponto, acesse o site.

Ponto de Cultura Núcleo de Cultura Popular do Vale do Paraíba / Associação da Comunidade Negra Remanescente do Quilombo da Fazenda São José da Serra

Tecelagem e artesanato variado
Valença/RJ

Localizada no distrito de Santa Isabel do Rio Preto, município de Valença/RJ, a Associação da Comunidade Negra Remanescente do Quilombo da Fazenda São José da Serra envolve diretamente cerca de 150 pessoas. Criada em 1999, desde 2008 a associação também é um ponto de Cultura, conhecido como Núcleo de Cultura Popular do Vale do Paraíba.

Como Ponto, seus objetivos são: manter a cultura do jongo, promover o artesanato local e contribuir para a permanência dos jovens na comunidade. Para atingir esses objetivos são realizadas oficinas de artesanato e jongo.

Associação dos Artesãos da Pitombeira

Tecelagem
Salgueiro/PE

Criada em 2003, a Associação dos Artesãos da Pitombeira tem como objetivo promover o trabalho desenvolvido com fibra de bananeira. Na confecção de seus produtos, a associação respeita e valoriza o meio ambiente e a cultura local.

Localizada no Sítio das Pitombeiras, município de Salgueiro, estado de Pernambuco, a Associação dos Artesãos da Pitombeira conta com cinco associados.

Associação de Bordados de Entremontes

Rendas e Bordados
Piranhas/AL

Criada em 2000, a Associação de Bordados Entremontes tem como objetivo promover o trabalho artesanal, melhorar as condições de vida dos associados e suas famílias e contribuir para o desenvolvimento da comunidade. Além da produção artesanal, os membros da associação realizam oficinas de repasse de saber aos jovens não associados, garantindo a continuidade desse saber-fazer artesanal.

Localizada em Entremontes, município de Piranhas/Alagoas, a Associação de Bordados de Entremontes conta com 54 associados.

Associação das Artesãs de Sagarana “Tecelagem das Veredas”

Tecelagem
Arinos/MG

Localizada no distrito de Sagarana, município de Arinos/MG, a Associação das Artesãs de Sagarana “Tecelagem das Veredas” tem como objetivo geração de colchas, entre outros produtos com a matéria-prima algodão. Atualmente, a Associação envolve diretamente cerca de trinta pessoas.

Criada em 2002, a Associação das Artesãs de Sagarana “Tecelagem das Veredas” integra o Polo Veredas: reunião de cinco localidades com associações produtoras de fios de algodão de diversas espessuras e cores (com tingimento com corantes naturais), concebido em um projeto realizado pelo Artesanato Solidário/ArteSol.

Associação das Artesãs de Bonfinópolis de Minas “Casa das Artes”

Tecelagem
Bonfinópolis/MG

Criada em 2006, a Associação das Artesãs de Bonfinópolis de Minas “Casa das Artes” tem como objetivo promover a cultura local e gerar trabalho e renda por meio da fiação e tecelagem tradicionais realizadas na região. A associação envolve diretamente cinqüenta pessoas.

A Associação das Artesãs de Bonfinópolis de Minas “Casa das Artes” integra o Polo Veredas: reunião de cinco localidades com associações produtoras de fios de algodão de diversas espessuras e cores (com tingimento com corantes naturais), concebido em um projeto realizado pelo Artesanato Solidário/ArteSol.

Associação dos Artesãos de Riachinho “Tecendo o Sertão de Minas”

Tecelagem
Riachinho/MG

Criada em 2004, a Associação das Artesãs de Riachinho “Tecendo o Sertão de Minas” tem como objetivo promover o desenvolvimento do artesanato local e gerar trabalho e renda por meio da fiação e tecelagem tradicionais realizadas na região. A associação envolve diretamente cerca de cinqüenta pessoas que participam em todo o processo de produção até a comercialização dos produtos.

A Associação das Artesãs de Riachinho “Tecendo o Sertão de Minas” integra o Polo Veredas: reunião de cinco localidades com associações produtoras de fios de algodão de diversas espessuras e cores (com tingimento com corantes naturais), concebido em um projeto realizado pelo Artesanato Solidário/ArteSol.

Ponto de Cultura Saberes Locais do Artesanato e Vozes da Imigração

Artesanato variado, rendas e bordados
Antônio Prado/RS

O Ponto de Cultura Saberes Locais do Artesanato e Vozes da Imigração, inaugurado em janeiro de 2009, está localizado na cidade de Antonio Prado, Estado do Rio Grande do Sul. Seu objetivo é valorizar o patrimônio imaterial de Antônio Prado, realizando oficinas sobre a história e os costumes da imigração italiana na região. O Ponto de Cultura Saberes Locais do Artesanato e Vozes da Imigração realiza também oficinas de artesanato, canto coral, teatro e dança.

Para mais informações sobre esse Ponto, acesse o site.

Ponto de Cultura Carnaúba dos Dantas – Sua Cultura Encanta

Rendas e bordados, cerâmica em argila, artesanato variado
Carnaúba dos Dantas/RN

O Ponto de Cultura “Carnaúba dos Dantas… Sua Cultura Encanta” está localizado na cidade de Carnaúba dos Dantas, Estado do Rio Grande do Norte. O Ponto envolve diretamente seis pessoas e seus objetivos são: revitalizar culturas que estão caindo em desuso e promover a geração de renda. Para atingir esses objetivos o Ponto de Cultura realiza oficinas mensais de transmissão de saber com mestres artesãos e exposição dos produtos confeccionados.

Para mais informações sobre esse Ponto, acesse o site.

Ponto Cultura Ribeirinha de Santarém / Associação das Artesãs Ribeirinhas de Santarém

Cuias com desenhos e incisões
Santarém/PA

A Associação das Artesãs Ribeirinhas de Santarém foi criada em 2003 com o objetivo de aprimorar a produção e a comercialização das cuias, além de valorizar os saberes e fazeres artesanais da região. Localizada no distrito de Aritapera, município de Santarém/Pará, a Associação também é Ponto de Cultura desde 2005, chamado de Cultura Ribeirinha de Santarém.

O Ponto envolve diretamente cerca de trinta pessoas em sua atividade de repasse das técnicas de produção artesanal junto às escolas e artesãs. O Ponto Cultura Ribeirinha de Santarém também é membro do pólo Trans-Xingu-Tapajós, no âmbito do projeto Rede de Protagonismo Juvenil da Amazônia e do grupo gestor do projeto Destino Referência em Ecoturismo no município de Santarém.

Associação das Artesãs de Uruana de Minas “Cores do Cerrado”

Tecelagem
Uruana de Minas/MG

Criada em 2003, a Associação das Artesãs de Uruana de Minas “Cores do Cerrado” tem como objetivo promover a cultura local e gerar trabalho e renda por meio da fiação e tecelagem tradicionais realizadas na região. A associação envolve diretamente cerca de vinte pessoas.

A Associação das Artesãs de Uruana de Minas “Cores do Cerrado” integra o Polo Veredas: reunião de cinco localidades com associações produtoras de fios de algodão de diversas espessuras e cores (com tingimento com corantes naturais), concebido em um projeto realizado pelo Artesanato Solidário/ArteSol.

Associação das Artesãs de Natalândia “Fio Ação”

Tecelagem
Natalândia/MG

Criada em 2006, a Associação das Artesãs de Natalândia “Fio Ação” tem como objetivo promover a cultura local e gerar trabalho e renda por meio da fiação e tecelagem tradicionais realizadas na região. A associação envolve diretamente cerca de trinta pessoas.

A Associação das Artesãs de Natalândia “Fio Ação” integra o Polo Veredas: reunião de cinco localidades com associações produtoras de fios de algodão de diversas espessuras e cores (com tingimento com corantes naturais), concebido em um projeto realizado pelo Artesanato Solidário/ArteSol.

Como Apoiar?

×