Este mês completaram cinco anos que Dra. Ruth Cardoso nos deixou e o ArteSol relembra alguma das suas frases:

“Desenvolver comunidades é organiza-las para que possam cooperar e alcançar objetivos comuns, utilizando todos os recursos humanos e materiais disponíveis. Aqueles que pretendem apoiar  processos de mudança sustentáveis , devem garantir o protagonismo da comunidade e estimular seu empreendedorismo em lugar de pretender uma integração padronizada e avaliada por critérios que não levam em conta as diferenças.”

“O que queremos fazer é mostrar que o passado está vivo, que esse saber, essa arte existem, podem se expressar e fazer parte do mercado, não têm que estar excluídos. A gente nunca deve ver a arte popular como alguma coisa alternativa; ela tem que fazer parte e estar integrada ao mercado.”

“Todo artesão tem um saber e quer ser reconhecido. (…) De modo que quando a gente chega e acha bonito alguma coisa que eles fazem, só achar bonito já e uma consideração enorme com eles. É reconhecer aquilo que pra eles é importante.”

“O primeiro momento é simplesmente uma ampliação de consumo que é muito significativa porque ela mostra pra gente que essas pessoas querem estar integradas ao universo do consumo. Não porque elas querem o último carro, é porque elas querem o mínimo de um padrão de vida, de uma qualidade de vida.”

“Nós estamos querendo trazer esse saber tradicional para o mercado para gerar renda e para gerar legitimidade para todos esses aspectos culturais também.”

“A arte popular não tem história, ela é, ela é. Ela existe, é parte da vida cotidiana. Quando se faz cerâmica, se faz cerâmica utilitária, quando se faz boneca de pano, é porque não tem outra boneca e é aquela que é possível dar para as crianças brincarem.”

“Essa junção entre a arte dos designers e a utilização dos recursos da arte popular mostra que o Brasil hoje é assim. Nós não somos mais aquela imagem de uma área pobre e segregada, nem queremos ser. Nós queremos olhar pra frente. E olhar pra frente é criar essa integração.”

Dra. Ruth Cardoso

Como Apoiar?

×