O Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular (CNFCP) recebe a exposição da Sala do Artista Popular  “As malas bordadas de Apodi”, com venda de malas artesanais produzidas e comercializadas na “Feira da Pedra”, no município de Apodi, situado na região do Oeste Potiguar, a 337 km de Natal, capital do Rio Grande do Norte.

A mostra ficará em cartaz até o dia 26 de junho e conta com o patrocínio da Caixa Econômica Federal.

Em Apodi, as feiras de rua são diárias. Essa versão, conhecida como “feirinha”, possui estrutura mais modesta, distinta daquela realizada aos sábados, e conhecida como “Feira da Pedra”, em referência à demolição do antigo mercado da cidade, no início da década de 1950, quando os feirantes passaram, então, a ocupar as calçadas de pedra nas proximidades da construção destruída. Na estética informal das barracas ou no chão delimitado com lonas plásticas ou esteiras de palha de carnaúba, alterna-se uma diversidade de gêneros alimentícios e bens duráveis; pistas preciosas sobre os hábitos alimentares, as referências estéticas e o comportamento cultural dos apodienses.

Numa das esquinas próximas ao mercado público, construção que dialoga e acolhe a estrutura da feira em suas adjacências, precisamente no setor destinado ao comércio de produtos artesanais, rapaduras e utilitários em geral, o olhar mais apressado é surpreendido pela exposição singular de um grupo modesto de belos objetos coloridos, evidenciados especialmente por contrastar com a profusão de roupas, brinquedos, celulares e toda sorte de aparelhos eletro-eletrônicos e industriais espalhados pelas ruas e calçadas. São malas artesanais, fruto do trabalho de José Pinheiro Neto, nascido em 02 de maio de 1956, apelidado “Dedé das malas”, natural de Apodi, casado com Maria Gorete de Andrade Pinheiro e pai de Francisco de Assis Andrade Pinheiro (seu eventual ajudante) e Damiana Andrade Pinheiro.

O povo apodiense dispunha das malas para guardar roupas, redes de dormir e livros, tradição ainda hoje perceptível entre os moradores dos sítios e em meio à parcela mais carente da população.

SERVIÇO

Sala do Artista Popular As malas bordadas de Apodi
Inauguração: 19 de maio de 2011, às 17h
Período: 20 de maio a 26 de junho de 2011
Exposição e venda:
Terça a sexta-feira, das 11h às 18h
Sábados, domingos e feriados, das 15h às 18h

Realização
Associação Cultural de Amigos do Museu de Folclore Edison Carneiro
Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular/Iphan/Ministério da Cultura

Patrocínio
Caixa Econômica Federal

Informações
Setor de Difusão Cultural
(21) 2285-0441, ramais 204, 205 e 206
difusao.folclore@iphan.gov.br

Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular (CNFCP)
Rua do Catete, 179 (metrô Catete), Rio de Janeiro, RJ 22.220-000

Como Apoiar?

×