Um grande evento vai mobilizar toda a comunidade boieira do Maranhão em 30 de agosto de 2012. A entrega de títulos de Patrimônio Cultural Brasileiro aos grupos de Bumba-meu-boi do estado, a partir das 14h, no Teatro Alcione Nazaré, no Centro de São Luís, vai contar com a presença da ministra da Cultura Ana de Hollanda, do presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Luiz Fernando de Almeida, e da superintendente do IPHAN-MA, Kátia Santos Bogea. Estão confirmadas na solenidade as participações da governadora do Maranhão, Roseana Sarney, e da secretária de Estado da Cultura Olga Simão.

A titulação do Bumba-meu-boi, promovida pelo Ministério da Cultura, por meio do IPHAN, juntamente com o Governo do Estado do Maranhão, será realizada como parte do II Fórum Bumba-meu-boi do Maranhão – . Patrimônio Cultural do Brasil. O evento está sendo esperado pelos grupos de Bumba-meu-boi desde o ano passado, quando a mais conhecida manifestação da cultura popular maranhense recebeu o título de Patrimônio Cultural do Brasil em reunião do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, realizada no dia 30 de agosto em Brasília.

Precedendo a solenidade de titulação será assinado o Termo de Cooperação Técnica para a Salvaguarda do Bumba-meu-boi, com a instalação do Comitê Gestor da Salvaguarda e o lançamento do vídeo São Marçal. A Festa dos Bois da Ilha, e da cartilha sobre a patrimonialização do Bumba-meu-boi do Maranhão. O Termo de Cooperação Técnica é a base legal para a instalação do Comitê Gestor e o desenvolvimento das ações de salvaguarda. O documento será assinado pelos órgãos públicos e entidades da sociedade civil: IPHAN, a Universidade Federal do Maranhão, a Secretaria de Estado da Cultura, a Fundação Municipal de Cultura de São Luís, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Caxias, a Comissão Maranhense de Folclore, a Federação das Entidades Folclóricas e Culturais do Estado do Maranhão, a União de Bois de Orquestra do Maranhão, a Central de Bumba-meu-boi da Baixada e de Costa de mão, o Clube Cultural de Bumba-meu-boi de Zabumba e Tambor de Crioula do Maranhão, e o Instituto São Marçal de Cultura e Desenvolvimento Social.

O Comitê Gestor será composto por representantes das instituições, dos grupos de Bumba-meu-boi, sendo um de cada sotaque: Baixada, Matraca, Orquestra, Zabumba e Costa de mão. Cada sotaque tem características próprias que se manifestam nas roupas, na escolha dos instrumentos, no tipo de cadência da música e nas coreografias. Os representantes passarão a trabalhar pela salvaguarda da manifestação cultural, buscando a implementação de ações para promover a continuidade do bem registrado. O Comitê Gestor é o coordenador desse processo, pois trata-se de um planejamento de curto, médio e longo prazo pensado de forma coletiva, onde a participação dos praticantes do Bumba-meu-boi é fundamental.

Como uma das ações de salvaguarda do Bumba-meu-boi, o IPHAN apoiou, esse ano, a Festa de São Marçal com a produção de um vídeo sobre a Festa, em parceria com o Instituto São Marçal. O vídeo, que será lançado na solenidade de titulação, registra a participação de 21 grupos de Bois do sotaque da Ilha que desfilaram no dia 30 de junho na Avenida São Marçal, no João Paulo. Uma cartilha será distribuída com informações sobre o processo de instrução e benefícios do registro e as linhas de atuação para salvaguardar o Bumba-meu-boi.

Encerrando o Fórum, serão entregues os títulos de Patrimônio Cultural do Brasil aos grupos de Bumba-meu-boi, quando serão homenageadas as pessoas que contribuíram para sua memória e preservação. Uma programação cultural com apresentação de grupos dos vários sotaques está prevista para o final do evento.

O Complexo Cultural do Bumba-meu-boi do Maranhão
Profundamente enraizado no cristianismo e, em especial, no catolicismo popular, a manifestação envolve a devoção aos santos juninos São João, São Pedro e São Marçal. O Bumba-meu-boi do Maranhão é uma celebração múltipla que congrega diversos bens culturais associados, como as performances dramáticas, musicais e coreográficas, associadas aos bordados do boi e à confecção de instrumentos musicais artesanais, entre outros. De um modo geral, o auto do Bumba-meu-boi é apresentado como a morte e a ressurreição de um boi especial. As apresentações cômicas são feitas com grande participação do público e são entremeadas por toadas curtas contando a história sobre um boi precioso e querido pelo seu amo e pelos vaqueiros.

Pai Francisco, o escravo de confiança do patrão, mata e arranca a língua do boi para satisfazer os desejos de grávida de sua esposa, Mãe Catirina. O crime de Pai Francisco é descoberto e por isso ele é perseguido pelos vaqueiros da fazenda, caboclos guerreiros e os índios. Quando preso, são infligidos terríveis castigos e, para não morrer, Pai Francisco se vê forçado a ressuscitar o animal. É quando o doutor entra em cena para ajudar a trazer à vida o boi precioso, que, ao voltar, urra. Todos, então, cantam e dançam em comemoração.

Serviço

Titulação do Bumba-meu-boi como Patrimônio Cultural Brasileiro
II Fórum Bumba-meu-boi do Maranhão
Data: 30 de agosto de 2012, de 14 às 22h
Local: Centro de Criatividade Odylo Costa Filho – Teatro Alcione Nazaré,
Rampa do Comércio, 200 – Praia Grande – Centro – São Luís-MA

Mais informações para a imprensa:
comunicacao@iphan.gov.br
Adélia Soares – adelia.soares@iphan.gov.br
(61) 2024-5476 / 2024-5477
www.iphan.gov.br | www.twitter.com/IphanGovBr

Fonte: IPHAN

Como Apoiar?

×