Foto ArteSol: Panelas de Goiabeiras

O Dia das Paneleiras de Goiabeiras foi comemorado no dia 7 de julho, no Espírito Santo. A data foi criada por lei municipal em 1993, e celebra o primeiro bem cultural registrado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Em 2002, o IPHAN inscreveu o Ofício das Paneleiras de Goiabeiras no Livro de Registro dos Saberes, reconhecendo essa atividade tradicional como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, um saber que envolve a prática artesanal de fabricação de panelas de barro e conserva todas as características essenciais que a identificam com a prática dos grupos nativos das Américas, antes da chegada de europeus e africanos. Este saber está enraizado na localidade de Goiabeiras, bairro de Vitória, capital do estado.

Durante as comemorações, realizadas no Galpão de Goiabeiras, aconteceu a cerimônia de entrega dos certificados de titulação do Ofício das Paneleiras às detentoras pela superintendente do IPHAN-ES, Diva Figueiredo. Autoridades locais e instituições parceiras participaram da festividade, entre eles representantes do Banco do Brasil, que noticiaram a aprovação de projeto em parceria com a Associação das Paneleiras de Goiabeiras, visando a sustentabilidade do ofício por meio do associativismo. Na ocasião, o IPHAN estabeleceu contatos com o Banco do Brasil e com a Associação para articular o projeto ao plano de salvaguarda do ofício das paneleiras, com ênfase na educação patrimonial.

Leia mais: Panelas de barro de Goiabeiras recebem 2ª IG para artesanato

Fonte: IPHAN-ES

Como Apoiar?

×