Fonte: CNFCP

O município de Poço Redondo fica em uma região do Estado de Sergipe conhecida como o Sertão do São Francisco. Distante 185 quilômetros da capital, Aracaju, em Poço Redondo está o segundo destino turístico mais procurado do estado, a Grota de Angico, local em que o rei do cangaço, Lampião, e integrantes de seu bando foram capturados pelas forças volantes nos idos de 1938.

Há muito, os trabalhos com linhas integram a vida das mulheres do sertão do baixo São Francisco sergipano. Há registros de que desde o século 19 estas mulheres se dedicam à renda de bilro, além das atividades de fiandeira, tecedeira, costureia e louceira. Os bordados ponto-cruz e redendê vieram depois, sendo comum ouvir relatos de lenços bordados por encomenda para cangaceiros de renome.

Em Poço Redondo, sentadas próximo às janelas para aproveitar a luminosidade, as rendeiras chamam a atenção de quem passa pelo local. No povoado de Sítios Novos, não muito distante da sede do município, é grande o número de mulheres que, uma após outra geração, vêm se dedicando a ornar os cortes de pano com fios que se entrecruzam e entremeiam tecidos em composições graciosas. Os pontos mais frequentes são o ponto-cruz e o redendê, que na década de 1970 ganhou visibilidade, chegando a ser conhecido como a renda sergipana.

Um variado repertório composto por peças de vestuário, enfeites de cabelo, panos de bandeja, cortinas, roupas de mesa e banho surge pelas mãos das rendeiras e bordadeiras, que ao longo de gerações fazem do entrelaçamento de fios uma forma de expressão.

Serviço

Fios de tradição em Poço Redondo

de 29 de agosto a 29 de setembro de 2013

De terça a sexta, das 11 às 18 horas

Sábados, domingos e feriados, das 15 às 18 horas

Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular

Rua do Catete, 179 (saída do metrô Catete) – Rio de Janeiro – RJ

A entrada é franca.

Para mais informações: CNFCP

 

Divulgado em 29.08.2013

Como Apoiar?

×