Campanha promove as histórias por trás do artesanato tradicional brasileiro

Presentear os amigos com obras feitas à mão em uma das centenas comunidades tradicionais que vivem da produção de artesanato no interior do Brasil: essa é a sugestão da Campanha “Presenteie Histórias”, focada em divulgar o trabalho artístico e exclusivo realizado em vilas de rendeiras, ateliês de ceramistas, povoados quilombolas e aldeias indígenas que atuam com as mais diferentes técnicas manuais no País. A iniciativa idealizada pelo Coletivo de Fato conta com a parceria da ONG ArteSol, que atua no fortalecimento da cadeia do artesanato brasileiro.

Através das suas páginas nas redes sociais, a campanha conta as histórias sobre os artesãos, os saberes, as matérias-primas e a inspiração por trás das peças comercializadas nos grandes centros urbanos do País. Enquanto, no litoral, os bilros dançam nas mãos ágeis das rendeiras, no interior do Pernambuco, cordelistas entalham as histórias do sertão na madeira, no centro-oeste, o capim dourado vira ouro na mão dos descendentes quilombolas e no Vale do Jequitinhonha, as mãos lambuzadas de barro moldam noivas à espera dos maridos refugiados da seca. Nesse ritmo, muitas outras comunidades e vilarejos do interior do Brasil reinventam a cultura popular do País, com obras que perpassam história personagens, saberes, memórias e a própria biodiversidade brasileira em uma verdadeira festa!

parceria presenteie historias coletivo de fato

Ao todo, o Coletivo de Fato envolve 30 lojas e impacta economicamente cerca de 400 fornecedores, entre associações e artesãos individuais em todo o País. Muitos desses produtores estão ligados à Rede ArteSol, que mapeia os agentes da cadeia produtiva e apoia a difusão, a valorização e a salvaguarda do artesanato de tradição cultural no Brasil.

Além de uma alternativa econômica sustentável, as produções artesanais funcionam como uma estratégia para a difusão da cultura de diferentes povos e suas técnicas centenárias como a cestaria, a cerâmica, os trançados, a renda e o bordado, entre outras tipologias.  De acordo com a publicitária Vanessa Gomes, uma das idealizadoras do movimento, o objetivo do Coletivo de Fato e da ArteSol é, através do estímulo ao consumo de presentes autênticos, promover os valores que envolvem a cadeia produtiva do artesanato, como o associativismo, a sustentabilidade, a cultura popular, o comércio justo e o respeito à biodiversidade brasileira.

Entre os artesãos promovidos na campanha estão rendeiras do Pontal da Barra, uma vila de pescadores em Alagoas, o cordelista pernambucano J. Borges, as ceramistas do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, e a Cooperativa Trançado Tupinambá, que trabalha com cestaria.

Para saber mais sobre a campanha:

www.artesanatodefato.com.br

Facebook

https://www.facebook.com/Presenteie-Historias

http://facebook.com.br/artesanatodefato

Instagram

@presenteiehistorias

@artesanatodefato

 

 

Sobre a ArteSol

A ArteSol – Artesanato Solidário é uma ONG concebida em 1998 pela antropóloga Ruth Cardoso cujo objetivo é apoiar a salvaguarda do artesanato de tradição cultural brasileiro e gerar oportunidades de trabalho e renda para comunidades artesãs de todo o Brasil.

Saiba mais:

www.artesol.org.br

Mais informações para a imprensa:

Coletivo de Fato

Camila Fróis (82) 98882-8060 – camilafrois@yahoo.com.br

ArteSol

Vanessa Cunha (11) 3643-2906 – vanessa.cunha@cdn.com.br

Gisella Akamine (11) 3643-2756 – gisella.akamine@cdn.com.br

 

 

 

Como Apoiar?

×