No último dia 26 de setembro, a equipe da Artesol reuniu convidados entre amigos, parceiros, voluntários e patrocinadores para o seu “Oitavo Jantar”, realizado no Shopping JK Iguatemi. O ponto alto da noite foi o “Leilão de Peças do Artesanato Cultural”, em que foram vendidas obras de artesãos tradicionais e artistas populares de diferentes partes do País, sejam aldeias indígenas do Xingu, grupos de ceramistas do Vale do Jequitinhonha e uma associação de escultores do Cariri, no Ceará, entre outros grupos produtivos.

A presidente da Artesol Sônia Quintella da Artesol e representantes do Grupo Mulheres do Brasil que compareceram ao evento

A presidente da Artesol Sônia Quintella e representantes do Grupo Mulheres do Brasil que compareceram ao evento

O Jantar e o Leilão têm o objetivo de arrecadar recursos para a manutenção anual da organização, que atualmente gerencia diferentes projetos relacionados à salvaguarda, ao estímulo à comercialização e à promoção do artesanato tradicional brasileiro.

Os apoiadores

A voluntária Vivian de Campos que arrematou o lagarto da Associação Mestre Noza e o banco árvore do Valmir Lessa. acompanhada de com esposo e amigos que também participaram do Leilão

A voluntária Vivian de Campos que arrematou o lagarto da Associação Mestre Noza e o banco árvore do Valmir Lessa. acompanhada de com esposo e amigos que também participaram do Leilão

De acordo com a presidente da organização, Sonia Quintella, o Jantar foi também uma oportunidade para compartilhar os resultados, os projetos e as perspectivas da Artesol, que vem vivendo uma fase de inovação em sua atuação. A voluntária da ONG, Vivian de Campos, foi uma das convidadas que arrematou duas peças no Leilão. Segundo ela, além da sua paixão pelo artesanato brasileiro, sua motivação para colaborar com os projetos da organização vem do desejo de apoiar os grupos sociais que atuam no segmento. “O trabalho da Artesol é de imensa importância para manter viva a cultura e as referências dessas comunidades para que as novas gerações entendam de onde eles vieram e para onde podem ir”, comenta Vivian. Uma das peças arrematadas pela convidada foi o banco árvore do artista da Ilha do Ferro (AL) Valmir Lessa. “Eu me apaixonei desde quando eu entrei no salão. È uma escultura maravilhosa e moderna”, conta.

Visitando a Artiz

Publico visitando a Loja da Artiz durante noite do Jantar

Publico visitando a Loja da Artiz durante noite do Jantar

Durante a noite, os convidados ainda puderam visitar a Loja Artiz, que, em 2017, ganhou status de projeto permanente através da parceria com o Shopping JK Iguatemi. Hoje, o espaço promove o que existe de mais autêntico no artesanato brasileiro, expondo criações cuidadosamente selecionadas através de uma curadoria para que o público tenha acesso a objetos exclusivos e sofisticados das mais diversas regiões do Brasil. A ideia é que a iniciativa inspire novos negócios no segmento. Dessa forma, a organização tem mais uma estratégia para fortalecer os grupos produtivos com seu modo de fazer e sua habilidade de reinventar as expressões artísticas que ajudam a construir a identidade cultural do país.

massimo

Peças leiloadas no Oitavo Jantar Artesol

Equipe Artesol

Carmo Sodré, Josiane Masson, Sonia Quintella e Sheila Maioralli, da Artesol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como Apoiar?

×