1. Criação de oportunidades

Grande parte dos países em desenvolvimento se localiza no Hemisfério Sul, ou seja, abaixo da linha do Equador (um limite imaginário que divide o globo terrestre ao meio). Neste hemisfério, está concentrada uma diversidade de pequenos produtores, e o movimento do Comércio Justo surgiu como respaldo a essas pessoas e iniciativas, para que possam se beneficiar de maneira justa e sem exploração das práticas de comércio.

Criar oportunidades significa permitir que a população encontre recursos para se desenvolver e sustentar suas famílias em sua comunidade, tornando desnecessária a migração para grandes centros urbanos. É aproveitar as potencialidades naturais e os saberes locais dos indivíduos, organizá-los em grupos produtivos para a partir daí criar um ofício que se transforme em oportunidade de trabalho e conseqüente geração de renda.

O Comércio Justo objetiva melhorar as condições de vida do produtor a partir da comercialização dos produtos. Quando falamos de condições de vida, falamos tanto da vida familiar quanto da vida de artesão. Na vida familiar, a renda obtida com a comercialização possibilita melhorar a alimentação, cuidar da saúde e da higiene da família, construir ou reformar a casa, comprar eletrodomésticos, pagar contas, etc. Na vida de artesão, a divulgação do trabalho permite que o artesão tenha uma remuneração justa e seja reconhecido pelo seu saber e trabalho.

Por meio do artesanato, o Polo Veredas, formado pelas associações de Bonfinópolis, Natalândia, Riachinho, Sagarana e Uruana (Minas Gerais) tem a oportunidade de obter renda com a comercialização do artesanato de tradição e também divulgar suas tradições culturais (canto e dança), alcançando visibilidade para além do Estado.

 

A boneca Esperança ganhou notoriedade quando os Irmãos Campana, renomados designers brasileiros, desenvolveram em 2002 a “cadeira multidão”, abrindo espaço para que a Associação de Artesãos de Sítio Riacho Fundo/PB divulgasse seu trabalho. A cadeira, que era revestida pelas bonecas, circulou por galerias de arte, exposições e lojas especializadas no mundo inteiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como Apoiar?

×