Paraty/RJ

Os tradicionais barcotes de Paraty vêm de um deslumbrante trecho do litoral sul-fluminense, localizado no distrito de Paraty-Mirim: o Saco do Mamanguá – assim denominado devido à abundância de peixes (mamanguá, em idioma indígena, significa local de comer), preservada pelo trançado da costa, que reproduz a forma de um saco.

Tema: Entalhe em Madeira - 2002-2003

Cidade: Paraty/RJ

Duração: 1 ano

Artesãos Beneficiados: 25

Gênero: todos homens

Os tradicionais barcotes de Paraty vêm de um deslumbrante trecho do litoral sul-fluminense, localizado no distrito de Paraty-Mirim: o Saco do Mamanguá – assim denominado devido à abundância de peixes (mamanguá, em idioma indígena, significa local de comer), preservada pelo trançado da costa, que reproduz a forma de um saco.

É ali, entre o mar, o mangue e a mata atlântica, que vive uma comunidade de artesãos exímios no entalhe da caxeta, árvore nativa que brota nos alagados e produz uma madeira alva, leve e macia, cujos galhos transformam em miniaturas de canoas, traineiras, saveiros, escunas e veleiros, cruas ou pintadas de um colorido singular. Remos, gamelas e outros utensílios domésticos também fazem parte do repertório desses caiçaras, que trabalham em núcleos familiares, garantindo, assim, o repasse da técnica.

Cerca de 100 famílias habitam o Mamanguá. Dessas, um terço, aproximadamente, tira seu sustento do artesanato em caxeta, com sua produção se destacando no comércio de Paraty – a venda é quase toda destinada às lojas da cidade.

Na observação diária e experimentação é que se formam os artesãos: as crianças, desde oito, nove anos, começam a ‘ajudar’; os adolescentes já se encarregam de pequenas tarefas, e logo, logo, há mais um artesão completo na família.

O orgulho com que vêem seus filhos desenvolvendo a técnica, aprimorando os modelos e acrescentando inovações ao repertório tradicional indica a importância que atribuem à atividade, praticada com sabedoria e respeito aos recursos naturais da região.

Os artesãos do Mamanguá estão hoje reunidos na Associação dos Moradores e Amigos de Mamanguá.

Parceiro Financiador: