Depoimentos

“O movimento pelo Comércio Solidário tem se expandido enormemente na última década. Um de seus principais desafios é atrair potenciais consumidores não somente pelo conteúdo social dos produtos, mas também pela qualidade estética e pela modernidade do sistema de comercialização. O site do ArteSol, pela beleza e funcionalidade, representa um novo patamar que deverá servir de exemplo para seus congêneres no Brasil e exterior.”

Dr. Bernardo Sorj
Professor titular de Sociologia
UFRJ Diretor Centro Edelstein de Pesquisas Sociais

“Ainda estamos engatinhando nesse tema, nesse sentido, é muito importante contar com essa iniciativa. Estou convencido que a maioria da população brasileira já tem o espírito consumidor que valoriza outros valores além do produto em si. Resta aproveitar a oportunidade para que esses consumidores se identifiquem com iniciativas como o comércio justo, ético e solidário. Acredito que o ArteSol tem papel chave nesse processo, uma vez que a conduta ética que vocês têm junto às comunidade é exatamente a mesma que todos nós gostaríamos que os consumidores adotassem. Parabéns, por mais esse passo na construção de relações que vão muito além do fato de consumir, parafraseando o nome da iniciativa liderada por você, queremos disseminar a arte de consumir com solidariedade.”

Cassio França
Doutor em Administração Pública e Governo
Diretor de Projetos da Fundação Friedrich Ebert

“A Economia Criativa tem sido considerada a grande estratégia de desenvolvimento para o século XXI, e esta junção de artesanato com o Comércio Justo, como trabalhada de forma pioneira pelo Artesanato Solidário, é uma das ações que maior potencial possuem de gerar desenvolvimento sustentável e promover a diversidade cultural. Trabalhos como esse é que podem construir o mundo melhor que desejamos e merecemos.”

Lala Deheinzelin
Enthusiasmo Cultural
Special Advisor on Creative Economy
Special Unit on South-South Cooperation UNDP/UN
Diretora Cooperação Internacional – Instituto Pensarte

“Admiro muito a proposta de inclusão social promovida pelo Artesanato Solidário, que garante um ciclo virtuoso para artesãos de comunidades do interior brasileiro, permitindo o acesso de produtos de alta qualidade, grande valor cultural e estético, aos grandes centros consumidores. Com isso, o ArteSol promove boas práticas e o empreendedorismo sustentável, aplicando os princípios do comércio justo, fundamentais para a promoção do desenvolvimento sustentável.”

Rachel Biderman
Coordenadora do Programa de Consumo Sustentável
do Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas

“Desde sua criação, em 1998, acompanho a atuação do Artesanato Solidário como programa social para a melhoria das condições de vida do artesão brasileiro. Desde 2002, quando inaugurou o seu braço comercial para a ampliação do mercado de produtos de artesanato ligados aos seus projetos, o ArteSol pratica os princípios do comércio justo. Por isso é, natural que tenha recebido o selo de uma instituição importante como o WFTO.”

Sérgio Moreira
Secretário de Planejamento e Orçamento do Estado de Alagoas;
Foi diretor-presidente da Chesf (1993-97), superintendente da SUDENE (1998-99)
e diretor presidente do Sebrae (1999-2002)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como Apoiar?

×