IGUAPE/SP

Criqué_porPaulaDib-4

Cidade:

Iguape/SP

Duração:

2 anos

A ArteSol, em parceria com a empresa Accenture, vem desde agosto de 2013 desenvolvendo o Projeto de fortalecimento da cadeia produtiva artesanal da Reserva da Juréia – litoral sul /SP com foco no manejo das matérias primas e comercialização com  artesãos e artesãs que vivem na Estação Ecológica da Juréia, no litoral sul de São Paulo.

Localizados na Barra do Ribeira, em Iguape, a comunidade vive da pesca, agricultura e trabalhos artesanais. O grupo que produz o artesanato é formado por jovens e adultos, que trabalham com a madeira caixeta, utilizando as técnicas do entalhe, escultura e marcenaria. A matéria-prima é uma espécie nativa da Mata Atlântica. Na Juréia, a madeira é colhida com todo o cuidado, por manejo sustentável. Além disso, para minimizar o impacto ambiental da produção, a coloração é feita com pigmentos à base de água. As técnicas artesanais são passadas de geração para geração, seguindo as tradições caiçaras.

O projeto tem por objetivo aumentar o poder econômico das famílias por meio da produção e venda do artesanato, melhorando a qualidade de vida destas famílias e de seu entorno. Difusão da cultura caiçara, organização da produção, desenvolvimento de nova coleção de produtos com a identidade da comunidade, táticas de comercialização e comunicação são algumas das atividades desenvolvidas no decorrer do projeto.

O grupo produtivo de artesanato criou a marca Criqué Caiçara, a qual o projeto vem apoiando o posicionamento no mercado.

Quem produz o artesanato da Criqué Caiçara?

A AJJ – Associação de Jovens da Juréia é uma organização não governamental sem fins lucrativos, criada em 1993 e tem por objetivo manter a cultura caiçara viva.

Conheça os produtos artesanais e mais sobre a associação: Criqué Caiçara