Associação Comunitária Mãe Ana - ACOMA

Localização Comunidade Barra do Pequi s/n – Distrito de Serra das Araras - Serra Das Araras/MG - CEP 39314-000
Contatos AbrirFechar

Utilize o formulário abaixo para entrar em contato com este membro da Rede Artesol.

Enviando mensagem. Por favor aguarde.
Sua mensagem foi enviada! Aguarde o retorno do membro da rede contactado, ou fale com a Artesol.
Infelizmente ocorreu um erro no envio da sua mensagem. Por favor utilize uma das formas de contato abaixo.
E-mail vendascentralveredas@hotmail.com
Telefone 38 99889-4484
Contato Monique Barbosa

As mãos que criam, criam o que?

Foto: Raquel Lara Rezende

O senhor vê: o remôo do vento nas palmas dos buritis todos, quando é ameaço de tempestade. Alguém esquece isso? O vento é verde. Aí, no intervalo, o senhor pega o silêncio põe no colo.

Trecho de Grande Sertão:Veredas - João Guimarães Rosa

Inspiradas pelos escritos de Guimarães Rosa, que relatou de maneira única o sertão que habitam, as mulheres da Acoma criam desenhos, dando vida à obra que é muito de suas vidas. A fauna e flora locais são transportadas em pontos e cores para os tecidos que viram produtos diversos, como peças de vestuário, acessórios, panos de prato, quadros, almofadas, etc.

Onde criam?

Foto: Raquel Lara Rezende

O município de Chapada Gaúcha teve seu início de povoamento em 1976, quando chegaram os primeiros moradores oriundos do Rio Grande do Sul, pelo projeto PADSA – Projeto de Assentamento Dirigido à Serra das Araras. A comunidade Barra do Pequi integra o município localizado no Norte do estado de Minas Gerais.

No semiárido, enquanto atividades agro-silvo-pastoril, especialmente o cultivo intensivo de soja, o Parque Nacional Grande Serão Veredas, Parque Estadual Serra das Araras e a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Veredas do Acari conservam a fauna e a flora do cerrado. O cerrado, a mata seca e as veredas são os grandes protagonistas do cenário paisagístico da região, sertão do norte mineiro.

Quem cria?

Foto: Raquel Lara Rezende

A história da Associação começa com as ações de dona Ana, mãe de Lurdes, que iniciou um grupo de bordadeiras ainda nos anos 90. Assim despertou nas mulheres da região o entendimento de que as mudanças culturais e sociais poderiam ser construídas com suas próprias mãos. A Associação Comunitária Mãe Ana conta hoje com 25 bordadeiras que relatam com cores e pontos a fauna, flora e cultura local.

A formação de um grupo de produção resgatou o artesanato de tradição e contribuiu para aumentar suas oportunidades de geração de renda, além de proporcionar às artesãs ampliação da rede de relacionamento com artesãs de municípios vizinhos, participar de eventos e se tornarem reconhecidas pelo seu saber. No contexto de crise hídrica, em que os cenários de pobreza e dificuldades se aprofundam, as mulheres desempenham um papel fundamental, principalmente na criação de possibilidades socio-econômicas, estruturadas a partir da parceria, do trabalho conjunto e dos laços de solidariedade.

A Associação Comunitária Mãe Ana integra a Central Veredas, organizada em Rede Solidária compreende outros 9 núcleos de produção instalados nos municípios de Uruana de Minas, Arinos, Natalândia, Bonfinópolis, Buritis, Riachinho, Sagarana, Serra das Araras/Chapada Gaúcha, Urucuia. Com a participação solidária de artesãos, constituiu parcerias para consolidar a sua estrutura e fortalecer os núcleos, garantindo-lhes acesso ao mercado, qualificação, aplicação de preços justos, divulgação dos produtos artesanais, fruto do trabalho de aproximadamente 146 associados, exercendo sua defesa socioeconômica e ambiental combatendo os trabalhos escravo e infantil e promovendo a igualdade de gênero.